Cobiça

Cobiça que atrai por tornar fácil

Inibe o esforço de seu detentor

Convencendo-o de que é sócio

De tudo o que almeja ser senhor

Cobiça que enfeia e maltrata

Exala o odor do desamor

Concebendo o pecado na alma

Gera a morte do opressor

Como em sua incansável lida

Tenta a cobiça engessar a vida!

Fuja filho meu de sua mordida

Pois a todos como louca atiça

A prosperidade de sua vida

Depende da morte da cobiça

Wagner Amaral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s